AVISO
A informação neste site é fornecida para profissionais e sem qualquer garantia. O visitante pode encontrar os efeitos do abuso sexual na infância em se ou outro, perder a sua saúde, tornam-se incapazes de controlar seu comportamento, fazer mal a si mesmo ou outro, ou matar-se ou matar um outro. O visitante defenderá, indenizará e isentará o autor eo editor de todas as despesas, reivindicações e ações relacionadas à visita a este web site. Abandone agora ou corra seu próprio risco.


LUCID PAGES
SINAIS DE ABUSOS SEXUAIS
 
SINTOMAS PSICOLÓGICOS

O abuso sexual infantil causa a perturbação total da vítima. Os traços comportamentais extremos são freqüentes e podem coexistir. Uma pessoa pode ser o "mau génio" ou "tirano submisso" ou "vigarista franco."


Honestidade ou deshonestidade
Timidez ou aggresividade
Hiperactividade ou hipoactividade
Obesidade ou anorexia nervosa
Intelecto superior ou inferior
Submissão ou luta por poder
Autodesvalorização ou autoconfiança
Fatalismo ou pensamento mágico
Hipersexualidade ou medo da nudez
Optimismo ou ansiedade crônica
Paranóia ou nenhum medo
Nadando e banhando-se ou falta de higiene
Cônjuges dominantes ou submissos
Cônjuges substancialmente mais jovems ou mais velhos



SINTOMAS HORMONAIS

Atividade aumentada ou diminuída do sistema nervoso autônomo

Baixa ou alta estatura

Calvície ou crescimento anormal do cabelo
Cabelo branco ou cinzento
Pêlos entre os olhos (glabela peluda: Brejnev)
Pêlos acima do lábio superior (mulheres) (1)
Sardas (2)
Sinais ou sinais de nascença ou pintas (3)

Amolgaduras ovais ou circulares na pele (cara e testa; muitas posições coincidem com as aquelas dos
sinais)

1. Os sintomas hormonais são sinais do transtorno de estresse pós-traumático. Estatísticamente, os pêlos acima do lábio superior são sinais do transtorno de personalidade múltipla. A idade parece não ter nenhum efeito na exatidão deste indicador antes da menopausa. Confiança ~ 100%. Os pêlos acima do lábio superior são acompanhados freqüentemente por depressâo, que é associada também com a personalidade múltipla (Putnam, 1989).

2. As sardas podem cobrir a cara inteira, ou sejam concentradas em uma faixa horizontal que pode estender-se abaixo dos olhos e ao nariz, ou as sardas são confinadas ao nariz.

3. As posições dos sinais de nascença são associadas com as glândulas e os gânglios, que são partes do sistema nervoso autônomo. Vários sinais de nascença típicos e suos extensões usuais (linhas tracejadas) são mostrados em figura 1 abaixo. O desagüe da glândula parótida está na A1.

Facial moles

SINTOMAS DA PERSONALIDADE MÚLTIPLA

A dissociação eo transtorno de personalidade múltipla são conseqüências do trauma severo. O abuso sexual de crianças é a razão a mais comum para ter a personalidade múltipla.


Depressão crônica (confiança ~ 100%)

Pânico indefinido (confiança ~ 100%)
Comportamento manipulativo (confiança ~ 100%) (4)
Mentira por nenhuma razão
Memória pobre para os nomes de amigos íntimos
Esquecer-se imediato
Cólera dirigida contra inocentes pessoas (cólera religiosa, étnica, racial, sexual e outra)
Mudanças intelectuais
Mudanças emocionais
Lacunas na memória
Falsas memórias
Bulimia
Cabelo muito curto (mulheres)
Barba de cabra bem cuidada ou bigode bem cuidado (homens)

4. O comportamento manipulativo dos adultos tende a ocorrer junto com a regressão da idade.

Ademais do distúrbio de personalidade múltipla, o abuso sexual de menores causa outras modalidades dissociativas. Estas podem tornar-se evidentes como autoengano, tendências paranormais, aggresividade, comportamento impulsivo, confabulation, imodéstia, e perda da sequência lógica do pensamento, inteligência, julgamento, e inibições sociais.



SINTOMAS ESPECIAIS

Homosexualidade

Homofobia
Mulheres que não podem dar à luz (por abortos mal feitos em adolescentes)
Meninas que foram dar à luz em uma idade jovem
Vegetarianismo (por penetração oral)
Um cisto no cérebro
Mutação genética (5)

5. O abuso sexual na infância pode provocar a mutação genética e produzir muitas doenças. Uma das conseqüências é retardação mental (síndrome de X frágil) e os sintomas associados: longa e deformada cara; orelhas pequenas; orelhas longas; orelhas proeminentes, e grandes lóbulos das orelhas. As orelhas pequenas parecem ser comuns entre gays e lésbicas. Os sintomas adicionais podem ocorrer sem retardação mental: maçãs do rosto proeminentes; covinhas nas bochechas e nao queixo; queixo com uma fossa; sulcos faciais; nariz reto e longo; mandíbula inferior larga, freqüentemente com um queixo pequeno; e um queixo bulboso, proeminente, ou muito estreito. A transição entre a mandíbula inferior eo queixo pode ser íngreme.

Figura 2 mostra vários exemplos da mutação genética.
2a:  Longa e estreita cara, orelhas longas, nariz longo, fossa na mandíbula e transição íngreme
2b:  Clássicos 3 pontos da projeção: mandíbula inferior e maçãs do rosto proeminentes
2c:  Sulcos faciais e covinhas


Genetic mutations

Mais nova a criança é quando seu abuso começa, mais profunda a mutação genética pode tornar-se. As crianças cujo o abuso começa em uma idade mais avançada podem mostrar somente efeitos suaves, tais como desequilíbrios hormonais. Até hoje não se sabe que os tipos da mutação genética afetam somente o indivíduo abusado, que mostram somente nas gerações sucessivas, e quais são sempre presentes.

As conseqüências do abuso sexual de crianças são imprevisíveis. A mesma natureza eo mesmo grau de abuso podem causar as conseqüências diferentes em pessoas diferentes. Exceto a dissociação, as vítimas do incesto não têm nenhum indicador universal idêntico. A dissociação é o indicador.



DOENÇAS

Asma

Inflamação na garganta por estreptococos
Câncer (todos os tipos, particularmente leukemia e sobretudo neuroblastoma)
A doença de Alzheimer
A doença de Parkinson
A doença de Huntington
Síndrome de Tourette
Autismo
Epilepsia (o sintoma de personalidade múltipla)
Doenças do coração
Doenças do sangue
Doenças auto-imunes
Doenças sexualmente transmissíveis na infância

Deficit de atenção com hiperactividade
Comportamento hiperativo/ disruptivo
Transtorno de estresse pós-traumático
Anorexia
Fobias
Transtornos dissociativos
Tentativas de suicídio

Nota: Algumas destas doenças podem ser causadas por fatores outros que o abuso sexual de menores.



SINTOMAS F
ÍSICOS

Contusões na área genital
(6)

Ânus rasgado (7)
Hímen rompido (8)
Nenhum prepúcio (9)
Lacuna Incesti Patri: LIP (o diastema) (10)

6. causa: toque ou violação sexual áspera. Este sinal pode provavelmente desaparecer dentro de uma semana.
7. causa: penetração anal. Este sintoma pode provavelmente quase desaparecer dentro das semanas.
8. causa: estupro. O himen rasgado pode curar-se em 9 dias (Faller, 1988).
9. causa: circuncição. Este sintoma dura toda a vida de uma pessoa.
10. causa: penetração oral durante os primeiros meses de vida. Este sintoma pode durar além da sepultura.
 

 
 
LACUNA INCESTI PATRI

Figura 3 abaixo mostra vários espaços típicos causados pelo penetração oral. A figura 3a mostra os dentes regulares. A figura 3b apresenta um espaço mais comum, com dentes retos. A maioria de aberturas dentais são menos de 2 milímetros de largura, mas algunas aberturas podem alcançar 4, 5, 6, ou mais milímetros. Tais espaços grandes são atípicos para os Estados Unidos, mas mais comuns entre os árabes, ea norma entre os negros africanos.

Na figura 3c, os incisivos centrais aproximaram-se uns dos outros, eo espaço grande original reduziu-se. Os tamanhos e as posições das aberturas não necessitam ser simétricos, mas neste caso os incisivos estão regularmente espaçados, e as três aberturas pequenas são pouco visíveis. 

Dental gap

Na figura 3d, as forças envolvidas na penetração oral de um infante danificaram a maxila, e os dentes anteriores sobreporem-se parcialmente. Na figura 3e, o espaço entre os incisivos centrais superiores alarga-se, e os dentes projetam-se para fora da boca. Este estilo do diastema representa alguns por cento de todas as aberturas e é mais comum quando o espaço é grande. A figura 3e mostra também um espaço na mandíbula inferior. Este espaço é normalmente pequeno e menos comum do que o espaço na maxila superior. Somente 1% dos espaços foram encontrados na mandíbula inferior. Isto pode ser devido ao fato que somente poucos pessoas mostram seus dentes inferiores nas fotos. A figura 3f mostra um incisivo curto. Este resultado é devido aos danos à maxila superior.

Tem as irregularidades dentais adicionais que sugerem a penetração oral durante a infância. Os incisivos laterais superiores que projetam-se em direção ao fundo (figura 3d) ou um dente curto (figura 3f) na ausência dos espaços interdentais são incluidos nesta categoria, mas muitos efeitos da penetração oral ainda não esclarecidos. Somente um estudo controlado para determinar a relação entre os dildos e os dentes de animais infantis pode resolver todos os problemas.

Um homem que viole um bebê não o faz para seu prazer sexual; a dominacão é a razão. Para subjugar a criança, o abusador penetra profundamente no corpo da vítima. O abusador luta para superar a curvatura entre a boca ea garganta, e para inserir seu pênis para dentro a garganta. O pênis se adapta aos contornos da cavidade oral, dobra-se, e como uma mola empurra em direção à maxila superior do infante. Isso é como a costura no palate (a sutura intermaxilar) rasga-se. Também a mandíbula inferior tem uma costura: a sínfise da mandíbula. Fecha-se durante o segundo ano (UNSW, 2002). Conseqüentemente, algumas pessoas podem ter espaços entre os seus incisivos inferiores. Estas aberturas podem alcançar até 3-mm de largura. O pênis do abusador provavelmente foi curvado para esse lado (curvatura congênita do pênis), assim que acertou a sua vítima atrás de cabeça.

Em casos raros, uma abertura pode ser devido a outras causas do que a violação na infância. O autor viu um urso com uma abertura de 4 mm de largura, mas com os dentes regularmente espaçados. (O autor não indica se o urso foi selvagem ou foi criado por gente.)

Um espaço grande (figura 3d ou 3e) ou mais aberturas (figura 3c) podem ser criados muito cedo na vida de um bebê, durante o primeiro mês, talvez. O palate é macio e flexível no nascimento, ea força aplicada pelo pênis pode fàcilmente separar os quadrantes e danificar as maxilas. A interação entre o pênis ea maxila pode desalojar os incisivos centrais de suas posições originais. Os dentes centrais movem-se para os lados, e os incisivos laterais podem ser empurrados para dentro da boca. O diastema entre os incisivos centrais superiores na figura 3d pode ser criado nesta maneira. Uma única abertura grande na figura 3b é criada possivelmente mais tarde, durante o segundo mês, talvez. Neste tempo a costura é macia, mas as maxilas eo palate endureceram um pouco, e as maxilas não se conformam à força aplicada. O ponto o mais fraco na maxila (a costura) rasga-se, mas os quadrantes retem sua integridade estrutural. Se a penetração oral começa em uma idade mais velha, após o terceiro mês, talvez, as aberturas diminuem progressivamente, até que nenhuma abertura esteja produzida em tudo. Supõe-se que pelo sexto mês, durante a erupção dos dentes centrais, as maxilas são relativamente duras e não permiten a crear um espaço.

Uma abertura grande entre os dentes regularmente espaçados é reveladora, mas necessita ser avaliada como a parte da uma completa avaliação diagnostica. Uma criança abusada sempre apresenta a evidência adicional do abuso sexual infantil. Quando a existência de uma abertura é combinada com o trabalho de uma pessoa, a sua crueldade, paranoia, dependências, aventuras, história da sua família, problemas de saúde, e busca de reconhecimento e notoriedade, uma correlação clara entre o abuso sexual ea vida da víctima adulte ocorre. E, por favor, tenha em mente que pessoas com os espaços dentais representam somente uma parte pequena dos indivíduos o mais severamente abusados.

Uma criança, que não tem nenhuma abertura, pode ter sido abusada por penetração anal ou vaginal, ou por penetração oral depois dos 3 meses de idade. Pôde estar grávida e ter um aborto. Pôde ter sido abusada por uma mulher. Destas atividades não podem apresentar indícios do abuso sexual infantil que são visíveis pelo público.

O melhor momento para estudar as aberturas dentais parece ser imediatamente depois de crescimento dos dentes permanentes a seus comprimentos cheios, entre 8 e 10 anos. Os adolescentes se preocupam com a aparência física, ea indústria dental restaura as aberturas. Os aparelhos podem forçar as pontas dos incisivos para aproximar-se uns dos outros rapidamente, mas uma cunha residual pode ser vista na margem gengival por semanas. Sem nenhum tratamento, diversas aberturas podem ocorrer entre os incisivos anteriores, como se apresenta na figura 3c (Hattie Caraway, primeira Senadora dos Estados Unidos, e Gagarin).

Estudos sugerem que 50% das crianças têm espaços interincisivos. A freqüência de diastemas se diminue abaixo 10% entre os adultos da maioria das sociedades industrializadas, mas o autor viu relativamente poucos hispânicos e nenhum chinês com uma abertura dental. Surpreendentemente, quase todas as mulheres chinesas, que o autor conhece, têm personalidade múltipla. Nos Estados Unidos, não parece haver nenhuma diferença entre os meninos e as meninas, e entre os brancos e os negros, e entre os ricos e os pobres na freqüência das aberturas, mas as brancas meninas ricas sejam mais prováveis ter suas aberturas corrigidas durante adolêscencia.



REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Diagnosis and Treatment of Multiple Personality Disorder by Frank W. Putnam, page 58

1989 Frank W. Putnam, Guilford Press, A division of Guilford Publications, Inc.
Printing No 8, ISBN 0-89862-177-1


Child Sexual Abuse
by Kathleen Coulborn Faller, page 259

1988 Columbia University Press
Printing No. 4, ISBN 0-231-06471-3

UNSW
http://anatomy.med.unsw.edu.au/teach/anat3131/2002/FA1.02%3DTMJ.pdf


More information in English is accessible from the HOME page.
Unpublished work © 2002-2017 Martin Dak. All rights reserved.